Está aqui

Comentários efectuados por Sofia Santos

  • Sofia Santos comentou a entrada "Namoro entre cegos e entre um cego e um normovisual: Quais as diferenças?" à 12 anos 7 meses atrás

    Sim, de facto é verdade. Eu até hoje nunca fui abordada por nenhum normovisual no sentido de querer ter algum tipo de relaclacionamento para além de uma amizade mas claro, acredito que nem todos sejam assim. Já passei por uma fase em que pensei que o rapaz de quem eu gostava na altura não gostava de mim por eu ser cega mas eu própria estava a regeitar a minha própria cegueira. Isso já passou. Já não penso de igual forma mas é certo que essa discriminação existe mas claro, não em todosos casos.
    Beijinhos.

  • Sofia Santos comentou a entrada "Namoro entre cegos e entre um cego e um normovisual: Quais as diferenças?" à 12 anos 7 meses atrás

    Olá Ana,
    Referindo-me aos desleixes, posso izer-te que isso é algo absolutamente normal e até certo ponto acho que é saudável. Digo isto porque, por exemplo, sou a única pessoa cega na minha família e por vezes até eles se esquecem que sou cega. Não vejo isso como um aspecto negativo pois é sinal deque aceitamos a pessoa tale qual como é a certo ponto de por vezes nos esquecermos da sua própria deficiência. Há que ver o lado positivo disso.

  • Sofia Santos comentou a entrada "Namoro entre cegos e entre um cego e um normovisual: Quais as diferenças?" à 12 anos 7 meses atrás

    Olá,
    Obrigada pelo seu comentário. Embora ainda seja jovem, concordo com a sua definição de amor.
    Beijinhos

  • Sofia Santos comentou a entrada "Namoro entre cegos e entre um cego e um normovisual: Quais as diferenças?" à 12 anos 7 meses atrás

    Sim, parece que hoje em dia o mais importante é o físico e não a parte interior das pessoas. As pessoas só vêem se a outra pessoa é bonita ou feia, gorda ou magra, etc. mas não se interessam por conhecer os sentimentos e a personalidade dessa pessoa que, no meu ver, é o mais importante. E sim, claro, eu estou a generalizar porque há sempre excepções à regra.
    No aspecto da aproximação, eu que sou rapariga posso dizer que também se passa o mesmo da parte dos rapazes se bem que, muitos deles, nem chegam a aproximar-se muito e, quando se aproximam mais, parece que nem lhes passa pela cabeça terem uma relação amorosa com uma rapariga cega. Muitas vezes a verdade é esta. Acho que seria muito bom se as pessoas normovisuais mudassem um bocado de mentalidade e pensassem que nós somos um ser humano como outro qualquer sejamos deficiêntes, gordos, magros, bonitos, feios e por aí adiante. Mas bem, a parte boa é que há sempre excepções à regra, há sempre alguém que não pense assim e que consiga olhar para nós sem vergonha. Não é bem esta palavra que eu quero dizer mas agora não me está a ocorrer mais nenhuma. Obrigada pelo seu comentário.
    Beijinhos

  • Sofia Santos comentou a entrada "Uma nova esperança" à 12 anos 7 meses atrás

    Olá,
    Sim, também não estou a depositar todas as minhas esperanças nisto, até porque a minha vida não se resume a um teste que poderá fazer com que eu venha a ver. Há muitas outras coisas importantes na nossa vida e que, de maneira nenhuma, as vou despresar. Estou a tentar estar o mais calma possível. Eu já sou uma pessoa muito ansiosa por natureza mas tenho conseguido controlar bem isso. Concordo inteiramente com a sua opinião e não, não me desencurajou.
    Obrigada pelo apoio.
    Beijinhos

  • Sofia Santos comentou a entrada "Uma nova esperança" à 12 anos 7 meses atrás

    O que tem de novidades é que, com a injecção dessas células, é possível regenerar o nervo óptico que se encontra danificado. Basicamente é isto.
    Beijinhos

  • Sofia Santos comentou a entrada "Uma nova esperança" à 12 anos 7 meses atrás

    Sim, também não tenho essa forma de pensar. Não estou já a pôr já na cabeça que me vou tornar mais feliz só por ter a possibilidade de ficar a ver. Eu não me sinto mal com a minha cegueira mas claro, acredito que se tal acontecer, a minha vida deve ir dar uma reviravolta.
    Obrigada pelo apoio.
    Beijinhos

  • Sofia Santos comentou a entrada "Desuso ou desinteresse?" à 12 anos 7 meses atrás

    Tal como disseste, há cada vez mais pessoas a trocar a trocar uma boa leitura por uma simples audição de um livro. Muito sinceramente, por muito boas que possam ser as tecnologias, o braille não deixa de ser uma ferramenta muito importante. A mim, por exemplo, dá-me muito mais praser ler um livro em braille do que ouvi-lo. São muito volumosos, é verdade mas para mim vale a pena!
    E sim, sem o braille seriamos considerados como alfabetos. Por isso, a invenção do braille veio mudar imenso as nossas vidas.
    Bom, tenho muito mais para escrever mas é melhor ficar por aqui se não faço um testamento! Loool.
    Beijinhos

  • Sofia Santos comentou a entrada "A escola e a bengala" à 12 anos 7 meses atrás

    Pois é, realmente há gente muito cruel e vais encontrar isso pela tua vida fora mas, apesar disso, o melhor é mesmo ignorar por mais que custe. Muitas vezes, quando deixamos de ligar a isso eles acabam por parar com essas coisas parvas. Toda essa gente que só gosa com os outros não tem nada na cabeça. Por isso, ignora-os!
    Um beijinho

  • Sofia Santos comentou a entrada "Desabafo" à 12 anos 7 meses atrás

    Pois é, concordo plenamente, até porque eu já estive quase a ir para um curso que não era realmente o que eu queria. Eu sempre adorei música desde pequena mas todos me diziam para não ir para essa área pois era muito complicado, até por questões de emprego mas a verdade é que consegui impor-me e fazer com que, pelo menos cá em casa, entendessem que isto era mesmo o que eu queria. Foi um bocado difícil ao início mas consegui e agora estou num curso que adoro e que tem tudo a ver comigo. De facto, é um curso difícil - já me deparei com isso apesar de ter começado as aulas há pouco tempo mas, quando gostamos muito de algo, temos de lutar para concretisarmos os nossos sonhos. Por isso, não desistas do teu sonho, seja por que razão for!
    E sim, como disse o Filipe, a faculdade é uma coisa fantástica apesar de todas as dificuldades que possam haver.
    Beijinhos

Páginas



31 a 40 de 53