Está aqui

Comentários efectuados por Filipecanelas

  • Filipecanelas comentou a entrada "Siminário - Emprego para todos" à 14 anos 4 meses atrás

    Olá Tadeu.
    Repito a primeira ideia que deixei no meu comentário: não conheço o caso em concrecto.
    Mas, se há coisa que em minha opinião a Acapo não pode ser acusada, é a de não fumentar o emprego por parte das pessoas cegas e amblíopes.
    Nesta situação em particular, se houveram irregularidades, cabe aos envolvidos denunciarem-nas às entidades competentes. Não é em minha opinião minimamente correcto, pôr-se em causa uma instituição só por um caso em concrecto, ainda por sima, quando o mesmo nem sequer foi mencionado.
    Quanto ao facto de não saber conduzir, relembro o que já sabes, esse é um dos requesitos exigidos para muitas profissões, e não é só para a de motorista, obviamente.

  • Filipecanelas comentou a entrada "Siminário - Emprego para todos" à 14 anos 4 meses atrás

    Olá Lúcia.

    Mesmo sem conhecer o caso em concrecto, ou melhor, o do seu amigo, tenho de discordar de si.
    A acapo nestes anos de existência já proporcionou emprego a muitos deficientes visuais.
    Actualmente, muitos deles fazem parte do quadro de pessoal da instituição.
    É evidente que a Acapo também tem funcionários normovisuais, em funções que, como é lógico poderiam ser desempenhadas por pessoas cegas. Mas, ninguém compreenderia que a Acapo apenas empregasse cegos ou amblíopes, porque isso não é certamente uma medida inclusiva. O ideal é que a Acapo faça com que os cegos tenham facilidade em serem admitidos no maior número possível de entidades.
    Existe ainda uma outra reçalva que me parece importante.
    Como associado da Acapo eu quero é que os funcionários sejam competentes, eu não ganharia nada em saber que a associação tinha funcionários cegos ou amblíopes que fossem incompetentes, que não desempenhassem convenientemente as funções que resultariam do cargo por eles ocupado.
    Para além do prejuízo evidente que isso iria trazer para associados e utentes, seria igualmente prejudicial para a imagem que se queria dar, uma vez que, a ideia que iria passar para a opinião pública era que os deficientes visuais eram incompetentes. Seguindo essa linha de pensamento, seria bastante redutor pensar há partida que a Acapo iria dar em todas as situações preoridade a um deficiente visual, descorando logo há partida a vertente da competência do futuro funcionário.
    Por exemplo, numa selecção de pessoal, eu sou aplogista que se possa dar preoridade a um deficiente visual, se por acaso as provas que ele prestar forem cimilares às de um normovisual. Agora, se o dv estiver muito aquem do normovisual, obviamente eu vou optar por quem me dá mais garantias.
    Aliás essa é sem dúvida a postura mais correcta. Até para que se comece definitivamente a passar a ideia que os deficientes visuais merecem uma oportunidade de aceder ao mercado de trabalho, mas no que concerne há competência os dvs têm de render tanto como os restantes trabalhadores.

  • Filipecanelas comentou a entrada "Como ter acesso ao endereço de IP da sua ligação." à 14 anos 8 meses atrás

    +Filipe Azevedo
    Viva tiago.
    Se a informação desaparece em pouco tempo faz o seguinte.
    1. Vaiao menu executar e digita o comando: cmd.
    2. Agora estás na linha de comandos do ms-dos.
    3. então digita o comando ipconfig.
    4. Para voltares ao windows, digita depois o comando exit.

    Um abraço.
    Filipe

  • Filipecanelas comentou a entrada "Os bancos não podem negar cartões multi banco aos Cegos." à 14 anos 8 meses atrás

    Olá Daniel.
    Em minha opinião isso é pura má vontade.
    Porque, uma vez que tu estavas na agência, podias dar autorisação ao próprio funcionário do banco para te dar os códigos.
    Por exemplo, eu quando fui activar o serviço Caixa Directa, o funcionário do banco também veio com essa conversa, e eu disse-lhe que, ele podia perfeitamente facultar-me o número de contrato e depois eu definia os códigos de acesso.
    Claro está, que isso terá de ser feito num local discreto, mas uma vez que estamos na agência, eles só não o fazem se não quiserem!
    Mas muito obrigado por teres feito esta reçalva, vou ver se introduzo mais este ponto no artigo.

    Um abraço.
    Filipe.

  • Filipecanelas comentou a entrada "O papel das asociações na formação profissional" à 14 anos 9 meses atrás

    Olá.

    Ninguém tem dúvida que para nós deficientes, um dos bens mais preciosos é o trabalho. É através do nosso emprego que nos pudemos sentir úteis, que nos podemos sentir realizados, que nos podemos superar, no fundo, é através do trabalho que nos sentimos mais integrados.
    Felizmente, nunca experimentei a sensação de estar desempregado, ou de estar em casa sem fazer nada, mas acredito que no dia em que isso acontecer para mim será um desespero enorme, e, estando consciente que isso me pode acontecer, como aliás pode acontecer a qualquer um de nós, estou solidário com todos aqueles que neste momento procuram um trabalho, para se sentirem mais úteis, mais válidos, mais capazes, mais integrados na nossa sociedade.
    Nesse sentido, obviamente que a formação profissional deve ser uma das principais, senão a principal valência de uma associação de deficientes.
    Mas, cuidado. A formação tem de assentar em vários pressupostos de rigor, exigência e muito critério na forma como depois se colocam os formandos no mercado de trabalho.
    Ou seja, não pode existir formação só para a instituição obter receitas, nem nunca pode haver a ideia que para o formando, a formação será apenas para ganhar um sustento no final do mês.
    Para a instituição a formação será um instrumento que a mesma deve utilizar para potenciar as capacidades dos formandos, e para dar junto da opinião pública uma imagem positiva dos deficientes, mostrando que, mesmo com a sua deficiência, as pessoas podem exercer uma actividade profissional da mesma forma que os outros seus concidadãos.
    Para o formando, um curso de formação profissional deve ser o início de uma nova vida. Ele deve agarrar com as duas mãos as portas que se abrirem com esse curso, e deve fazer tudo o que estiver ao seu alcance, para conseguir tirar o máximo partido possível do curso.
    Se, através desse curso, o formando conseguir encontrar um trabalho durante vários anos, é obviamente o ideal. Mas, mesmo que isso não aconteça cabe ao formando não fechar as portas, e aproveitar essa oportunidade para quem sabe poder semear para colher mais tarde.
    Esta é a perspectiva genérica que eu tenho sobre a formação profissional, claro está que muito mais haveria para dizer, mas para já fico-me por aqui.
    +Filipe Azevedo

  • Filipecanelas comentou a entrada "Dicas sobre o menu executar do Windows. " à 15 anos 1 mês atrás

    Filipe Azevedo. De facto o Jorge tem toda a razão.
    Se por exemplo tivermos uma máquina só com a partição C, a unidade de cd-rom em princípio será a D.
    O melhor é sempre em cada computador ir ao explorador do windows, e verificar a que letra está associada cada Unidade.

    Ps:
    Agora já não vale para o concurso!

  • Filipecanelas comentou a entrada "Retire a tela splash do Outlook Express" à 15 anos 1 mês atrás

    +Filipe AzevedoMuito cuidado quando se mexe no registo. Porque um paço mal executado pode causar danos bastante graves no computador.

  • Filipecanelas comentou a entrada "Como agilizar a navegação numa página de internet" à 15 anos 1 mês atrás

    Cara amiga.
    Mesmo para quem não conheça a página pode usar perfeitamente truque, por exemplo: se estamos num jornal e se clicamos numa notícia relacionada com o portal lerparaver, se localizarmos esta palavra é natural que cheguemos rapidamente há notícia.

    +Filipe Azevedo

Páginas



41 a 48 de 48