Está aqui

Mestrado - Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio

por Lerparaver

Mestrado Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio

Portaria n.º 324/2006 de 5 de Abril

Coordenação do Curso:
Augusto Deodato Guerreiro
Doutor em Ciências da Comunicação, Especialidade Comunicação e Cultura

Secretariado Pedagógico
Susana Leonor
sec.posgrad.dccati@ulusofona.pt
Apresentação:
O Departamento de Ciências da Comunicação, Artes e Tecnologias da Informação da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias oferece um Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio, acreditado no domínio "Linguagem e Comunicação pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua de Professores, transversal a todas as tipologias da deficiência. Este curso de especialização tem a duração de dois semestres lectivos e assenta cientificamente na investigação aprofundada, desenvolvimento e aplicação das teorias, metodologias e práticas que alimentam:
1. Os estudos comunicacionais especiais, a didáctica comunicacional e o desenvolvimento cognitivo;
2. Os estudos e estratégias que visam sensibilizar e capacitar as diferentes organizações para a adequada comunicação com todos os cidadãos, independentemente das suas dificuldades e/ou handicaps comunicacionais;
3. Os estudos de gestão funcional e operacional para a inclusão dos diferentes graus de dificuldade comunicacional, criando possibilidades de investigação e aplicações bi-direccionais para melhorar o desempenho global nos planos educacional e profissional das escolas regulares e especiais e das várias instituições, organizações e empresas, públicas e privadas, quer estas se orientem para o mercado, para o serviço público ou para as questões da solidariedade social;
4. A dinâmica investigacional decorrente das associações científicas reconhecidas mundialmente em grande parte da matéria, International Society for Augmentative and Alternative Communication e American Speech-Language Association (para além de outras), que integram a substância ampliativa do nosso horizonte comunicacional, singularmente inovador em Portugal no que se refere ao estudo e enquadramento da especificidade comunicacional em referência, bem como a investigação aplicada em comunicação aumentativa e alternativa, também através do Centro de Investigação em Comunicação Aplicada, Cultura e Novas Tecnologias (CICANT), que inclui a área de investigação «Linguagens Especiais e Novas Tecnologias», que publica com regularidade os seus trabalhos nas revistas científicas e culturais editadas pelo DCCATI, como sejam a Revista “Caleidoscópio” ou os “Cadernos de Comunicação, Cultura e Tecnologia”.

Objectivos:

-Estudar e aprofundar as complexas problemáticas comunicacionais das pessoas portadoras de disfunções sensoriais, cognitivas, motoras e outras, bem como das que evidenciam sobredotação, e desenvolver a ajustada investigação científica que estruture estratégias que garantam a viabilização de novos objectivos e novas abordagens em comunicação aumentativa e alternativa e em tecnologias de apoio às diferentes disfunções;

- Desenvolver um novo paradigma dos handicaps, possibilitando uma actualizada conceptualização dos fundamentos, organização e interpretação dos fenómenos das desvantagens ou condicionantes comunicacionais, no que concerne à sua natureza, causas, experienciação individual, grupal e social, mediante a estruturação e desenvolvimento de diferentes respostas a nível teórico e metodológico;

- Redimensionar, através das cruciais análises/interpretações e intervenções transversais, as desvantagens ou condicionantes comunicacionais e transformá-las numa(s) questão(ões) a resolver num processo lúcido no seio da sociedade, num quadro de uma mais apropriada compreensão e consequente intercompreensão das respostas políticas, sociais, científicas, práticas, profissionais e de experiência pessoal;

- Investigar e promover a concretização de níveis de consciência individual e colectiva que garantam, sob o primado do valor humano e social da pessoa e da comunidade, os contextos, as organizações, os centros de realização do conhecimento e de disseminação do saber e do saber-fazer adequados à complexidade comunicacional das pessoas com deficit ou superavit específicos na vida social;

- Investigar e aferir cientificamente as vantagens da tecnologização da comunicação alternativa e dos modelos comunicacionais específicos de acesso aos diversos discursos;

- Investigar e definir métodos e técnicas para a implementação e generalização do conceito de comunicação/cultura inclusiva, numa perspectiva ecológica de igualdade;

- Investigar, edificar e/ou diligenciar a instituição e aplicação de estratégias e objectivos para suprir as graves lacunas nacionais (quiçá por extensão lusófona e europeia) no que se refere à formação de professores e técnicos especializados nas diferentes tipologias comunicacionais do quadro das dificuldades específicas dos cidadãos, através de uma parametricidade sólida para uma didáctica comunicacional especializada, com disciplinas laboratoriais e experimentais sob a responsabilidade de docentes especialistas de reconhecida competência científica e pedagógica;

- Estudar e desenvolver aplicadamente novas Especialidades no quadro das imensuráveis carências nacionais ao nível das estratégias, metodologias e técnicas de intervenção nas problemáticas comunicacionais, credibilizando e incrementando consolidadamente no país esta matéria.

Docentes:

António Fernandes Rebelo - Doutorado em Psicologia (Universidade de Toulouse );
Director do Colégio António Aurélio da Costa Ferreira e Professor no Instituto Piaget de Almada

Augusto Deodato Guerreiro - Doutorado em Ciências da Comunicação, na especialidade Comunicação e Cultura (UNova);
Técnico Superior Assessor Principal de Bibliotecas e Documentação, Coordenador do Gabinete de referência Cultural - Pólo Interactivo de Recursos Especiais da C.M.L. e
Professor Associado do DCCATI da ULHT

Damasceno Dias - a terminar o Doutoramento em Organização e Gestão;
Professor Auxiliar da ULHT

Francisco José Rodrigues de Carvalho - Doutorado em Relações Internacionais, Especialidade Ecologia Humana/Educação Inclusiva (UNova);
Técnico Superior Assessor Principal do Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração das Pessoas com Deficiência

João Pedro Ruivo Beirante - Mestrado em Engenharia Electrotécnica e Computadores (ISTLisboa); Professor Adjunto da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal, Professor responsável pela área de Electrónica da ULHT e Professor convidado na FMH

Jorge Manuel de Melo Serrano - Doutorado em Estudos da Criança /Educação Especial (UMinho);
Professor na ESEAG e na ULHT

Luís Filipe B. Teixeira - Doutorado em Cultura Portuguesa (UNova);
Professor Catedrático do DCCATI da ULHT

Luís Manuel Azevedo – Doutorado em Informática, especialidade em Engenharia da Reabilitação (U. País Basco); Director da ANDITEC – Empresa de Tecnologias de Apoio a Pessoas com Deficiência e Investigador no ISTL

Docentes Convidados/Conferencistas (nacionais e estrangeiros), só
sendo possível destacar no momento os seguintes:

António Machuco Rosa – Agregado na especialidade Ciências da Comunicação (UMinho);
Professor Catedrático do DCCATI da ULHT

Francisco Alberto Ramos Leitão - Doutorado em Educação Especial e Reabilitação (UTLisboa);
Professor Associado do DEFDL da ULHT

Francisco Godinho - Doutorando em Engenharia da Reabilitação;
Professor Da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Isabel Trancoso - Doutorada em Processamento de Fala (IST Lisboa)
Professora Catedrática do ISTL

Jorge Fernandes - Coordenador Executivo do Projecto Acesso, Unidade de Missão, Inovação e Conhecimento do MCTES

José A. Bragança de Miranda - Doutorado em Ciências da Comunicação
(UNova);
Professor Associado Agregado em Ciências da Comunicação, especialidade de Teorias da Cultura (UNova) e Professor Catedrático do DCCATI da ULHT

Maria Cláudia Silva Afonso e Álvares - Doutorada em Estudos Culturais (Goldsmith's College University of London);
Professora Associada do DCCATI da ULHT

Maria da Graça Campos Andrada - Doutorada em Pediatria (FMLisboa),
Directora da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral

José Alberto Barbosa de Moura e Castro - Doutorado em Actividade Física Adaptada, Especialidade Orientação e Mobilidade para Pessoas com Deficiência Visual (UPorto);
Professor Associado da Faculdade de Desporto da UP

Pilar Gomez Vinas - Assessora de Educación na ONCE, Espanha

Ton Visser - Director do Viataal, Holanda

Destinatários:
- Podem candidatar-se à frequência do Curso de Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio Professores do ensino pré-escolar, básico e secundário, investigadores e técnicos superiores, que desenvolvam ou que pretendam desenvolver investigações e boas práticas no campo que genericamente designamos como “Estudos Comunicacionais Especiais e Desenvolvimento Cognitivo no âmbito das Ciências da Comunicação”, desde que portadores de uma licenciatura, ou grau académico equivalente nos termos da lei, das áreas científicas das Ciências da Comunicação; Comunicação nas Organizações; Educação Especial; Educação Especial e Reabilitação; Tradução e Interpretação em Língua Gestual Portuguesa; Reabilitação e Inserção Social; Motricidade Humana; Ciências da Educação; Psicologia; Antropologia, com a classificação mínima de 14 (catorze) valores.

Estrutura curricular:
- Teorias e Sistemas de Comunicação: Especificidades Aumentativas e Alternativas, semestral (45h)
- Métodos e Técnicas de Pesquisa e Investigação, semestral (45h)
- Metodologias e Técnicas da Comunicação Alternativa, semestral (45h)
- Tecnologias de Acesso à Informação e Comunicação Aumentativa e Alternativa, semestral (45h)
- Laboratório de Sistemas de Comunicação Alternativa, semestral (60h)
- Didáctica Comunicacional e Desenvolvimento Cognitivo, semestral (45h)
- Organização e Sistemas de Informação Inclusivos, semestral (45h)
- Política e Estratégias para a Universalização de Conteúdos Digitais, semestral (45h)
- Competências Comunicativas, Inclusão e Qualidade de Vida, semestral (60h)
- Seminário de investigação
- Dissertação

Horário: 2 a 3 dias por semana, incluindo sábado – pós-laboral (a definir), a iniciar em Outubro de 2007

Períodos de Candidaturas:
1ª Fase: 19 Março a 27 Abril de 07
2ª Fase: 2 de Maio a 14 de Junho de 07
3º Fase: 18 Junho e 20 Julho de 07

Documentos a apresentar na candidatura:
- Certificado de habilitações e cópia;
- Curriculum vitae;
-Bilhete de identidade e cópia;
- 1 fotografia;
- Texto manuscrito (até 20 linhas) que evidencie os motivos da candidatura, bem como a relevância para o projecto de vida profissional do(a) candidato(a).

Informações:
UNIGEFA
Unidade de Gestão da Formação Avançada
Tel 217 515 500
Email - unigefa@ulusofona.pt

Comentários

Gostei desta divulgação. gostaria de colaborar, fosse publicando artigos nas revistas, fosse encaminhando meu currículo. Como posso aceder a um contato via correio eletronico? Onde posso ler as revistas mencionadas na divulgação do mestrado?

Joana Belarmino

Cara Joana, vamos enviar o seu contacto ao director do mestrado para que possam comunicar directamente.
Quanto ao link da Universidade lusófona parece estar a funcionar bem, deve ter sido um problema temporário.

Encontrei os links desejados, porém, quando me dirigi ao da lusófona, recebi a mensagem de servidor não encontrado.

Joana Belarmino

Estou desenvolvendo meu TCC e estou encontrando dificuldades em referências bibliográficas. Gostaria se possivel, o envio de algumas referências.
Grata.

Estou encontrando dificuldade para encontrar bibliografias sobre a comunicação alternativa. Peço ajuda. Grata.