Está aqui

Ferramenta auxilia cegos a interpretar vídeos na web

por Lerparaver

Uma equipe de cientistas da IBM anunciou o desenvolvimento de um novo software que melhora a navegação e a interpretação de vídeos online por cegos. A ferramenta, que ainda não foi batizada, teve sua criação liderada por Chieko Asakawa, pesquisador da companhia e não enxerga desde os 14 anos de idade.

Asakawa estava decepcionado com a transmissão online de vídeos que, além de não terem botões de controle acessíveis, começavam a reproduzir automaticamente após a abertura da página interferindo no som de outras ferramentas de leitura de sites e softwares.

Segundo o site InformationWeek, graças à nova ferramenta, as pessoas poderão usar atalhos do teclado para ajustar o volume e reprodução do vídeo, ao invés de contarem apenas com o painel de controles visual de cada um deles. Será possível, também, alterar a velocidade do som, uma das reclamações de usuários com deficiência, já que por diversas vezes o som dos vídeos é bastante lento.

Através de um leitor de metadados será possível que o fornecedor do conteúdo narre eventos mostrados no vídeo, ajudando mais ainda os deficientes visuais que poderão saber melhor o que está se passando na tela. Diversas fontes de áudio estarão à escolha do usuário, que poderá ouvir a mais importante a qualquer momento.

Escrita em Java, a ferramenta levou entre três e quatro meses para ser criada, oferece suporte ao Internet Explorer e já foi testada com as ferramentas Flash Player, da Adobe, e Windows Media Player, da Microsoft. "A nova ferramenta fica por cima, por assim dizer, de um tocador multimídia normal", explicou Frances West, diretor do centro mundial de acessibilidade da IBM.

A IBM desenvolveu outras tecnologias para deficientes visuais, incluindo um navegador com recursos de áudio e programas para alterar o tamanho de fontes e o contraste de cores em sites. A ferramenta deve ser demonstrada e lançada no programa "Open Source Consortium" da IBM e será aprimorada em breve.

Fonte: http://www.24horasnews.com.br/index.php?mat=209501