Está aqui

Pós-graduação - formação especializada alunos cegos e com baixa visão

Publicado por Lerparaver
Data do evento: 
Sábado, 15 Outubro, 2011 (Todo o dia)
Tipo: 
Curso
País: 
Portugal
Cidade/Estado: 
Lisboa
Entidade promotora: 
ECATI - Escola de Comunicação, Arquitectura, Artes e Tecnologias da Informação
Descrição do evento: 

ECATI - Escola de Comunicação, Arquitectura, Artes e Tecnologias da Informação

PÓS-GRADUAÇÃO - FORMAÇÃO ESPECIALIZADA
"Alunos Cegos e com Baixa Visão"

DIRECÇÃO CIENTÍFICA:
Augusto Deodato Guerreiro

SECRETARIADO PEDAGÓGICO:
Filipa Vieira

E-mails: filipa.vieira@ulusofona.pt
mestrado.com.alternativa@ulusofona.pt

DURAÇÃO:
270 horas

Inscrições até dia 15 de Outubro de 2011

APRESENTAÇÃO:

A Escola de Comunicação, Arquitectura, Artes e Tecnologias da Informação (ECATI) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) oferece um Curso de Formação Especializada, na modalidade de Pós-Graduação, no Domínio 930 ("Alunos Cegos e com Baixa Visão"), abrangendo a literacia braille e desenvolvimento sensorial e cognitivo, desenvolvimento conceptual e da tifloperceptibilidade, orientação e mobilidade, autonomia e independência, sociocomunicabilidade e interacção, relacionamento e competências sociais, inclusão e qualidade de vida destes alunos/cidadãos, incluindo aprofundada formação e prática em:
- Grafia braille da língua portuguesa e de outras línguas, bem como grafias científica, informática e musicográfica;
- Leitura e escrita na polivalência do Sistema Braille;
- Tifloperceptibilidade, orientação e mobilidade, autonomia e independência, sociocomunicabilidade e interac ção, relacionamento e competências sociais, inclusão e qualidade de vida;
- Promoção e orientação da adequabilidade de escolas/escolas de referência/serviços e outros equipamentos públicos e privados a pessoas cegas e com baixa visão;
- Hardware/software e tecnologias específicas/leitores de ecrã e formatos alternativos/imagens tácteis para alunos cegos e com baixa visão.

OBJECTIVOS:

Este Curso de Formação Especializada tem a duração de 270 horas e assenta científica e tecnologicamente no desenvolvimento e aplicação das teorias, metodologias e boas práticas que alimentam os seguintes objectivos:
1. Os estudos sociocomunicacionais especiais, a didáctica sociocomunicacional, o desenvolvimento sensorial, cognitivo e da interacção dos alunos cegos e com baixa visão;
2. Os estudos e estratégias que visam sensibilizar e capacitar as escolas regulares/de referência e as diferentes instituições, organizações e empresas para a adequada comunicação com os alunos/cidadãos cegos e com baixa visão, com incidência na interacção, no relacionamento e na sociocomunicabilidade;
3. Os estudos de gestão funcional e operacional para a inclusão dos diferentes graus de dificuldade sociocomunicacional e de interacção destes alunos/cidadãos, criando possibilidades de investigação e aplicações bidireccionais para melhorar o desempenho global nos planos educacional e profissional das escolas regulares, de referência e especiais e das várias instituições, organizações e empresas, públicas e privadas, quer estas se orientem para o mercado, para o serviço público ou para as questões da solidariedade social;
4. A investigação e definição de métodos e técnicas para a implementação e generalização do conceito de comunicação/cultura inclusiva, numa perspectiva ecológica de igualdade de oportunidades no desempenho de funções, no emprego e qualidade de vida;
5. A investigação, edificação e/ou diligências para a instituição e aplicação de estratégias e objectivos, visando a supressão das graves lacunas nacionais (quiçá por extensão nos Países Lusófonos e da Europa), no que respeita à formação de professores, educadores e técnicos especializados no Domínio em referência, no quadro das dificuldades específicas destes alunos/cidadãos, perspectivando, sem obstruções/barreiras, o seu desenvolvimento sensorial e cognitivo, orientação e mobilidade, autonomia e independência, sociocomunicabilidade e interacção, processo relacional que se traduz em inclusão e qualidade de vida, sob a responsabilidade de docentes/investigadores especialistas na matéria, de reconhecida competência científica e tecnológica, pedagógica e cultural;
6. A investigação e desenvolvimento, com efectiva aplicação, de novos processos e especialidades, como resposta aos alunos cegos e com baixa visão, no quadro das imensuráveis carências nacionais, ao nível das metodologias, técnicas e estratégias de intervenção (mesmo precoce), incrementando e credibilizando no país, de forma científica e tecnologicamente validada, esta matéria em objectivos a atingir, numa dimensão aprofundada dos efeitos deste projecto humano muito sério, promovendo, inclusive, o autoconceito e autoconfiança, a auto-estima e auto-imagem, a comunicação intrapessoal, interpessoal, intra-organizacional/grupal, organizacional/extra-organizacional e de massas, inclusão e qualidade de vida destes alunos/cidadãos.

UNIDADES CURRICULARES TEÓRICAS

"Teorias e Sistemas de Comunicação: Especificidades Aumentativas e Alternativas, Braillológicas e Tiflológicas"

"Tecnologias de Acesso à Informação e Comunicação Aumentativa e Alternativa"

"Didáctica Comunicacional e Desenvolvimento Sensorial e Cognitivo"

"Competências Comunicativas, Inclusão e Qualidade de Vida"

UNIDADES CURRICULARES TEÓRICO-PRÁTICAS

"Desenvolvimento Tiflopercepcional e Relacional: Orientação e Mobilidade"

"Literacia Braille: Formação e Prática de Leitura e Escrita na Polivalência do Sistema Braille"

"Literacia e Tecnologia Adaptativa: Formação e Prática em Hardware/Software e Tecnologias Específicas/Leitores de Ecrã e Formatos Alternativos/Imagens Tácteis para Alunos Cegos e com baixa Visão"

CORPO DOCENTE:

Aquilino Rodrigues
Mestre em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio, no ramo Ciências da Comunicação, especialidade Comunicação e Linguagem, na ECATI/ULHT;
Licenciado em Matemática Aplicada (FC/UTL);
Professor no Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio da ECATI/ULHT;
Investigador/colaborador no CICANT/ECATI da ULHT;
Director das empresas Electrosertec e Compensar, especializadas em serviços e tecnologias de apoio à deficiência;
Fundador e Director do CEFAS (Centro Especializado em Formatos Alternativos), Serviço produtor de materiais em braille, imagens tácteis e áudio;
Presidente da Direcção da APEDV.

Augusto Deodato Guerreiro
Doutor em Ciências da Comunicação, Especialidade Comunicação e Cultura (UNL);
Agregado em Ciências da Comunicação, Especialidade Comunicação e Cultura Inclusivas (UTAD);
Professor Catedrático Agregado na ECATI/ULHT;
Professor nos Cursos de Doutoramento em Ciências da Comunicação/ECATI e de Educação/ICE da ULHT;
Director do Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio da ECATI/ULHT;
Investigador permanente do CICANT/ECATI da ULHT;
Investigador associado do CeiEf/ICE da ULHT;
Individualidade de Reconhecido Mérito no Núcleo Braille e Meios Complementares de Leitura do Instituto Nacional para a Reabilitação, IP;
Director da linha de investigação em Linguagens Especiais e Novas Tecnologias/CICANT da ECATI/ULHT;
Director/orientador de investigação avançada na Universidade Complutense de Madrid e Universidade de Alcalá.

Francisco Ramos Leitão
Doutor em Educação Especial e Reabilitação (UTLisboa);
Professor Associado na Faculdade de Educação Física e Desporto e no Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio da ECATI/ULHT;
Professor e Investigador no domínio da "Intervenção Precoce", com trabalho publicado e aplicado;
Regente das unidades curriculares "Desenvolvimento e Adaptação Motora", "Educação Física Adaptada", no 2º Ciclo de Formação de Professores de Educação e Desporto, e "Intervenção Educativa Precoce", na FMH/UTL.

Isabel Amaral
Doutora em Psicologia, área do Desenvolvimento e da Educação (Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação/UPorto);
Mestre em Educação, na área da Educação de Crianças Multideficientes e Surdocegas (Boston College, Boston, U.S.A.);
Professora convidada no Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio da ECATI/ULHT;
Professora Coordenadora do Instituto Politécnico de Setúbal - Escola Superior de Saúde;
Coordenadora da Área de Ciências da Linguagem e do Curso de Terapia da Fala;
Investigadora, coordenadora e consultora de projectos na sua área de especialização.

Júlio Damas Paiva
Mestre em Educação Especial e Reabilitação (FMH/UTL);
Licenciado em Educação Física (FMH/UTL);
Professor convidado do Instituto Piaget (Canelas/V.N. de Gaia), no domínio de Orientação e Mobilidade dos cursos de Especialização e Mestrado da área da Deficiência Visual;
Técnico de Orientação e Mobilidade da Escola de Cães-Guia de Mortágua;
Apoio ao Grupo de Intervenção Precoce da área da Deficiência Visual do Hospital Pediátrico/Coimbra;
Membro da Direcção da EGDF (European Guide Dog Federation), onde coordena o Grupo de Trabalho da Juventude e que nesta altura realiza um projecto de investigação sobre a "situação actual das crianças com deficiência visual da Europa no domínio da autonomia nas suas deslocações".

Maria Benedita da Maia Lima
Doutoranda em Educação, Especialidade Formação de Adultos (Instituto da Educação/ULisboa);
Mestre em Ciências da Educação, especialidade Educação de Adultos (ULisboa);
Professora convidada no Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio da ECATI da ULHT;
Professora no ISPA, com responsabilidade na área científica das Ajudas Técnicas e Novas Tecnologias em Reabilitação e Inserção Social;
Gestora de projectos no âmbito de Programas da UE (formação a distância, teletrabalho e empreendedorismo); enquadradora de estágios académicos e profissionais; formadora acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua de Professores e responsável pelas áreas de competências pessoais e relacionais, emprego e formação pedagógica de formadores;
Investigadora/colaboradora do CICANT da ECATI da ULHT.

METODOLOGIAS DE ENSINO E AVALIAÇÃO:

Aulas expositivas/demonstrativas sobre as metodologias e estratégias para a compreensão e aprofundamento dos conteúdos programáticos das unidades curriculares do curso, com enfoque na literacia braille e nas tecnologias adaptativas e específicas de acesso à informação, no desenvolvimento sensorial e sociocognitivo, de interacção e competências sociais e relacionais (com produtos de apoio e meios humanos auxiliares de comunicação), orientação e mobilidade, autonomia e independência, sociocomunicabilidade, inclusão e qualidade de vida dos alunos/cidadãos cegos e com baixa visão, com fundamentação na Bibliografia base do curso, eventualmente alargada a mais bibliografia científica e tecnológica, de acordo com o tipo de trabalhos de investigação e desenvolvimento a realizar por cada especializando.
Avaliação dos especializandos através da assiduidade/participação efectiva nas aulas e da realização de trabalhos de investigação e desenvolvimento.

NOTAS:

1. Este Curso de Pós-Graduação e Formação Especializada constitui e proporciona uma formação/habilitação imprescindível, ao abrigo da lei em vigor (Dec.-Lei nº 3/2008, de 7 de Janeiro, e alteração legislativa em 12 de Maio pela Lei nº 21/2008), para os professores do ensino pré-escolar, básico e secundário que pretendam exercer funções de docência/investigação no domínio 930, designadamente nas Escolas de Referência.
2. Está em processo o pedido de acreditação deste Curso de Formação Especializada ao Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua (CCPFC), para que possa produzir os efeitos previstos no Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, relevando para efeitos de ingresso ou de progressão em carreira de Professores e Educadores, no Domínio 930, em analogia com o concedido, desde sempre, ao Mestrado de Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio.

HORÁRIO:
- Sexta-feira (17h30-23h00, com meia hora de intervalo)
- Sábado (a partir das 09h00)