Está aqui

"Nenhum pessimista jamais descobriu os segredos das estrelas, nem velejou a uma terra inexplorada, nem abriu um novo céu para o espírito." (Helen Keller) - blog de Marco Poeta

Vivo no mundo dos sabores

por Marco Poeta

Vivo no mundos dos sabores

Desterrado do mundo das cores,
Nem por isso deixo de me deleitar com os sabores!
Para vós, que tendes o condão da visão,
Não gozais destes pequenos prazeres com alegre decisão!

Desconheceis as virtudes do paladar,
Tão essencial ao nosso bem-estar.
Nestes tempos de correrias loucas,
Não experimentam a volúpia as nossas pobres bocas...

Ou experimentando em sorvos sôfregos e alucinantes,
Procurais cada vez os licores mais embriagantes,
Padecendo grandes ânsias com a insatisfação
E experimentando sempre o amargo travo na degustação...

Mas eu encontro a alegria nos pequenos sabores
E, sem os ver, conheço-lhes os primores
E sou transportado para mundos maravilhosos,
Povoados de aromas deliciosos.

Graças a ele apreendo o que me rodeia:
Os sabores salutares da aldeia,
As comidas demasiado temperadas e pesadas da cidade,
Medindo-lhes com o paladar a textura, a doçura e a intensidade.

Também os sentimentos têm o seu sabor…
A tristeza sabe ao sal que escorre da dor
E a alegria sabe a chocolate quente!
Infeliz aquele que, das pequenezas da vida prazer não sente!

A todo o momento experimento diferentes sabores
(E nunca os meus dias foram iguais e maçadores),
Pois eles são milhares, milhões,
E são eles que dão magia às minhas recordações!

Ah! Nunca esquecerei as delícias da infância!
Os rebuçados de fruta de uma suave fragância...
Os doces que a minha mãe preparava com um toque de ternura…
E as tangerinas que me saciavam com a sua doçura e frescura...

Mas a vida não é um mar de mel.
Muitas vezes provei o seu fel,
O gosto amargo do desencanto,
Do azedume e do pranto…

E o sabor destes versos
Em que me perco em êxtases diversos
São as páginas da minha vida,
Intensamente vivida.

Marco Branco

(20-11-2013)

Comentários

Parabéns, Marco! Continua...

Beijinhos

Tb acho Marco, tu tens 1 talento formidável ! loool
Qq dia tens q editar um livro ... pensa nisso !
Abraços

Olá Joana e Filipe!

Joana, fico muito feliz por rever-te!

Os vossos estímulos também são muito importantes, porque dão-me força para continuar a escrever poesias. Obrigado!

Quando as pessoas gostam é porque lhes faz sentido, a mensagem essencial foi assimilada e podemos rever-nos nos outros.

Filipe, jé tenho esse sonho de publicar um livro de poesia há séculos e estou a tentar. Nunca perco uma oportunidade de dar a conhecer aos outros o que escrevo, seja no Lerparaver, em concursos literários e nos encontros literários. Na terra da Céu realizam-se encontros literários de dois em dois meses. Escolhe-se um tema e no encontro seguinte quem quiser participa com uma obra da sua autoria ou de autores da Beira Alta. Eu sou o único com deficiência e este poema cujo tema são os sabores foi eu quem propôs. Gostaram e o Professor César ficou interessado em ajuar-me a publicar um dos meus livros de poesia. Só espero que com as férias de Natal já à porta não se esqueça...

Beijos e abraços