Está aqui

"A maior deficiência não está no corpo do deficiente físico, mas, na alma do preconceituoso." - blog de Céu

O que os olhos não vêem, o coração sente!

por Céu

O que os olhos não vêem, o coração sente!

Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital.
Um deles podia sentar-se na sua cama durante uma hora, todas as tardes, para que os fluidos circulassem nos seus pulmões.
Sua cama estava junto da única janela do quarto. O outro homem tinha de ficar sempre deitado de costas.
Os homens conversavam horas a fio.
Falavam das suas mulheres, famílias, das suas casas, dos seus empregos, dos seus hobbys, onde tinham passado as férias...
E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava, ele passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto todas as coisas que conseguia ver do lado de fora da janela.
O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a atividade e cor do mundo do lado de fora da janela.
A janela dava para um parque com um lindo lago. Patos e cisnes nadavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos. Jovens namorados caminhavam de braços dados por entre as flores de todas as cores do arco-íris.
Árvores velhas e enormes acariciavam a paisagem e uma tênue vista da silhueta da cidade podia ser vista no horizonte.
Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava a pitoresca cena.
Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia passar, embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, e conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a retratava através de palavras bastante descritivas.
Dias e semanas passaram.
Uma manhã, a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida do homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia.
Ela ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.
Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela.
A enfermeira disse logo que sim e fez a troca.
Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira deixou o quarto.
Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora. Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela, que dava, afinal, para uma alta parede de tijolos...
O homem perguntou, então, à enfermeira o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela.
A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede.
Talvez ele quisesse apenas lhe dar coragem...

Moral da História:
Há uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes,apesar dos nossos próprios problemas.
A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada.

Se queres te sentir rico, conta todas as coisas que tens que o dinheiro não pode comprar.
O dia de hoje é uma dádiva, por isso, é que o chamam de presente!!!

E a pressa faz errar o caminho, a calma pode desfazer grandes erros.

Comentários

Bom dia, amor!

Esta é uma lição de vida que me emocionou e fez reflectir sobre o valor da amizade.

Já a conhecia e achei-a linda e profunda, pois apesar da nossa infelicidade sabemos ver o seu lado positivo e partilhá-lo com os outros.

O homem cego da história via com os olhos da sua alma as coisas belas da vida. Ao invés de ficar a lamentar-se e em só pensar em si como o único mais importante, foi generoso ao partilhar a sua riqueza interior e ao fazê-lo percebeu que mais nada o fazia mais feliz do que ver os outros felizes.

Para mim, a verdadeira cegueira está no olhar de insensibilidade e de egoísmo. Quantas vezes só queremos saber da nossa dor esquecendo-nos dos outros. A amizade, o amor e a verdade não estão nas aparências que iludem a visão. A nossa grandeza espiritual está no nosso coração, o nosso sentir e de onde retiramos a nossa sabedoria e amizade.

O homem cego deve ter vivido os melhores dias da sua vida, pondo a sua dor de lado e fazendo o seu amigo feliz. Pois é ajudando os outros que nos ajudamos a nós próprios.

A pessoa cega é como qualquer outra pessoa, embora a sua forma de ver seja mais profunda. Porque valoriza mais os sentimentos e o interior da pessoa.

Termino afirmando com toda a certeza que o cego não precisa da visão para ser feliz e uma pessoa verdadeira, porque não foi privado do essencial, ou seja, da sua sensibilidade para nas contrariedades da vida não perder a alegria e o optimismo. Pois quantas pessoas têm visão normal mas são muito infelizes.

A felicidade não está em ver, mas em saber aoreciar o que a vida tem de mais belo, mesmo quando temos uma doença que nos priva de um sentido.

Muitos beijinhos e um abraço fortíssimo,

Marco Branco.

Olá Céu e Marco !

Nesse aspecto eu reconheço que vós fazeis uma partilha total: partilha de ideias, de fracassos, de sucessos, de momentos felizes .... !
E isso é realmente mto bom: o diálogo e a partilha são essenciais em qq relação ! loool
E diga-se o vosso amor é cada vez mais forte, e lindo, lindo ! lool
Desejo-vos toda a felicidade deste mundo ! loool
Abraços e bjos

Olá amigo!

Fico feliz por ter notícias tuas!

Eu tenho ido pouco ao lerparaver, mas sempre que te vejo por aqui fico muito contente!

É verdade! Eu e a Céu não temos segredos um para o outro e partilhamos tudo, os bons e os maus momentos. O diálogo e a partilha incondicional têm fortalecido e dignificado a nossa relação a dois. Pois somos mais do que namorados! Somos o espelho um do outro e compreendemo-nos e amamo-nos para lá das palavras e das dificuldades!

Muita gente duvida que possamos ser uma família independente dos outros, e não há notícia de um casal de um surdocego com uma amblíope. Em Portugal, o preconceito é um estorvo para a realização plena das pessoas surdocegas, pois acham que um surdocego para lá de não enxergar e de não ouvir também é um deficiente mental... Não estou a exagerar, é pura realidade, e eu revolto-me muito com isso! Porque fazem do surdocego uma pessoa totalmente incapacitada e dependente de terceiros. São muitas vezes olhados com compaixão e superprotegidos...

Mas eu que já passei por tudo isto por pensar que nunca teria a minha própria vida e independência, hoje sou uma pessoa realizada e muito feliz com a pessoa que amo sinceramente e com quem juntos vencemos preconceitos e barreiras sem fraquejarmos.

Pois o amor verdadeiro faz de nós mais verdadeiros e corajosos, faz-nos lutar pelos nossos sonhos, sonhos esses comuns que por muito difíceis não recuamos ou baixamos os braços. Porque eu encontrei a mulher da minha vida, a minha razão de viver, e enxergo muito mais longe com o coração!

Juntos somos independentes e complementamo-nos um ao outro. São as nossas limitações que nos fazem descobrir a cada momento como a vida tem muitas formas de ser vivida com alegria.

Junto da Céu sinto-me muito mais independente e faço tudo sozinho com as minhas mãos. Já me fartei de me lamentar das dificuldades, porque pensar positivo faz-me enxergar no fundo do túnel uma ideia luminosa.

Filipe, o amor é uma das coisas mais raras e belas do mundo. Tu quanto menos esperares encontrarás a tua cara-metade, não podes é perder a esperança!

Bom fim de semana!

Abraço

Olá Marco !

Já há alguns tempos q não te via cá no lerparaver ! loool

Bolas, isso é mesmo muito mau, a sociedade em geral pensar q uma pessoa q não vê e não ouve é atrasada mental, só demonstra as mentes retrógadas da maiorias das pessoas, mas há excepções e ainda bem !
Marco, mesmo a remar contra a maré, não percas o ànimo e a esperança, pois a seguir à tempestade vem a bonança !
A vida é uma luta constante, feita de altos e baixos, de conquistas e felhanços, mas temos de aprender a conviver com isso da melhor maneira .... !

Olha, eu digo-te uma coisa, a Céu é uma pessoa fantástica, tiveste imensa sorte ! loool
Tb te digo uma coisa, se não fosses tu, era eu q me atirava a ela !
Pois a Céu é uma mulher de sonho, q qq homem gostaria de ter !
Mas tu tb és porreiro !
Olha q desde o meu primeiro encontro com a Céu, ela já falava em ti ! loool
O vosso amor é tão lindo ... e desejo q seja cada vez melhor, construindo o vosso amor a par e passo !
Ele é forte, imbatível, é invejável (salvo seja ! loool)
Continuai assim, indes no caminho certo !

Qto a mim, mais vale esperar sentado pra não me cansar ! looool
Viste a minha declaração de amor no super ? linda, linda ! loool
Mas morreu perto .... e não foi longe ... nem sequer começou ! :-(
Se fores ao super, vês lá n comentários sobre isso ... ! :-(
Enfim ....

Abraços